segunda-feira, 6 de julho de 2009

De um cão vagabundo fez-me rei
Perdido no mundo a paz encontrei
Tão belos seus olhos, minha querida
Esquece-se a dor e o cansaço da lida

Quis cobrir-te de carinho e atenção
E você receosa de minha vida vadia
Mas dentro aqui só amor e emoção
Eu sei, por ti vou proceder
Abandonarei de vez a orgia

E foi só um deslize sem valor
Pra acabar de vez com a fantasia
Da esperança veio seu ódio e seu rancor
E minha vida cada vez mais vazia

Mas com essa mágoa passando do seu peito
Quem sabe me aceite de outro jeito
Eu hoje já não sou quem antes fui

Porque nessa vida aprendemos com nossos erros
Nossos medos, temores e defeitos
E o meu medo maior é te perder

Diego Ribeiro